A Saúde Emocional dos Profissionais de RH

Prazos apertados, alta competitividade, metas a serem batidas, cobranças excessivas… tudo isso faz com que a rotina de muitos profissionais seja de alto nível de estresse. Sabemos que a área de Recursos Humanos é a grande responsável por amenizar esses danos e cuidar da saúde dos colaboradores.

Mas a pergunta que fica é: quem se preocupa com a saúde dos profissionais de RH?

Em tempos de isolamento social devido a pandemia e trabalho remoto, a saúde emocional passou a ser uma das grandes preocupações das empresas. Além disso, se a OMS já previa que ansiedade e depressão seriam ainda mais prevalentes em 2020. O medo do vírus e o isolamento social só intensificaram esse processo. A chamada “Revolução Emocional”, protagonizada pelo RH, implementa uma nova relação entre empresa e funcionário.

Apesar de parte extremamente importante no processo, os profissionais de capital humano não devem ser os únicos responsáveis pelos cuidados com a saúde emocional dos colaboradores. Essa função deve ser dividida com a alta liderança da empresa através de desenvolvimento adequado de soft skills valiosíssimas em períodos como o que estamos enfrentando. Alguns exemplos de competências comportamentais que fazem toda diferença para se manter saudável emocionalmente e ajudar seus pares, equipe e colegas a enfrentar períodos de crise são: boa comunicação, empatia, gestão de expectativas e confiança.

Uma prova de que a saúde mental não deve ser apenas responsabilidade do RH é que investir em saúde emocional gera um bom ROI para as empresas. Funcionários sem qualidade de vida no trabalho, tendo sua saúde emocional acometida por estresse, ansiedade, depressão ou burnout, geram prejuízo para as empresas… funcionários felizes aumentam sua produtividade.

Não é incomum vermos empresas investindo em cuidados com a saúde mental dos seus funcionários. Consulta com terapeutas, atendimento psicológico reembolsado, e até mesmo empresas especializadas sendo contratadas para auxiliarem os profissionais de RH em como lidar com questões de saúde emocional da empresa como um todo.

Algumas empresas também estão investindo em lives com profissionais de saúde, que orientam e dão dicas em como manter a saúde emocional em dia. Estímulo a prática de exercícios também é sempre bem-vinda.

Fato é que os profissionais de RH devem redobrar sua atenção em relação ao bem-estar dos funcionários em épocas de crise como a que estamos vivendo com o Corona Vírus, mas não podem de jeito algum deixar de olhar para dentro e ver que são também pessoas que precisam de cuidado, descanso e um tempo para si.

Somente estando emocionalmente bem que ele poderá ajudar a todos a se sentirem da mesma maneira. 

Priscila Salgado é Managing Partner na Vertical RH – www.verticalrh.com.br

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter


ver outros artigos

A felicidade em ser você,

A felicidade reside em ser você e não o que outros esperam de você. Não é simples, não é fácil, mas Ser Você é o único caminho para ser feliz.

Ler mais »
Dor como Segregadora Social

Dor como Segregadora Social

O mundo parou, sim, literalmente todos fomos forçados a parar de alguma maneira. Parar de trabalhar porque férias coletivas foram dadas, ou porque perdemos o

Ler mais »

friendsBee, polinizando o bem.

friendsBee, polinizando o bem.