Falar da Dor é o primeiro passo para a Cura

Quando ouvi esta frase anos atrás eu a interpretava com desconfiança. Como assim, falar sobre a dor? Minha experiência com isso não era positiva. Já tinha acontecido da confidência da minha dor ter sido espalhada aos 4 ventos, afinal já dizia Mário Quintana “todo melhor amigo tem outro melhor amigo”.  

pressão emocional aumenta muito várias vezes na vida. É como uma panela de pressão, se não temos uma válvula de escape a pressão estoura a panela, não importa o material do qual é feita. Assim são as pessoas. 

O corpo e a mente são a expressão dos sentimentos. Este “estouro” pode ser em forma de enxaqueca, derrame, câncer ou em forma de transtorno mental, como uma depressão, síndrome do pânico, um Burnout. 

Sim, falar da angústia é o primeiro passo para a cura. 

A palavra angústia vem do latin angustiae, que significa “dor extrema”.  É a dor da alma.  Como define o psicanalista francês Lacan, “a angústia não mente”, e quem não mente pra você é confiável.

Então por qual razão você sente angústia?  Olhe para a sua vida e analise: onde minhas necessidades foram violadas?  É fato ou será uma interpretação minha?  

E esse é o momento de dividir seu sentimento.  Eu realmente não tenho saída? Será que minhas opções são de fato apenas as que eu enxergo?

Foi para ajudar as pessoas a ampliarem seu autoconhecimento, por meio do aproveitamento do sentimento de angústia que eu criei a friendsBee, uma organização responsável por cuidar da saúde emocional corporativa; uma rede de apoio mútuo, não profissional, onde conectamos quem precisa de apoio com quem pode ajudar. 

É muito especial ver que todos nós vestimos os dois chapéus na vida. Não há quem não precise de suporte emocional e não há quem não tenha vivido uma experiência que possa ajudar alguém.

Somos humanos! É preciso lembrar, porque na evolução da humanidade as características humanas foram sendo desvalorizadas em prol das características mecânicas. Somos seres únicos.

A palavra indivíduo representa exatamente “aquele que não se divide”. Vamos parar de falar em vida pessoal e vida profissional. Só existe uma única vida em você, e seus sentimentos afetam a sua vida. 

Saí da carreira executiva por acreditar que a friendsBee pode ajudar em larga escala, e ao mesmo tempo com o acolhimento individualizado, as pessoas que se descobrem humanas. 

E é assim, liberando as angústias e apoiando que cada um encontre suas respostas e caminhos, que a friendsBee vai construindo um mundo mais feliz. 

Acessar artigo original da BPW São Paulo.

Compartilhe



outros artigos recentes

O Homem Contemporâneo

O papel do homem na sociedade contemporânea

Cada experiência, cada pessoa com quem convivemos, cada história que ouvimos nos oferece uma janela para realidades fora de nossa bolha. Como homens, podemos iniciar essa transformação refletindo sobre nossos preconceitos e comportamentos, reconhecendo que fazemos parte de uma sociedade que perpetua certas injustiças.

Ler mais »
Zona de Conforto

Na Zona de Conforto para a Felicidade

“zona de conforto” é um lugar seguro, um refúgio, sensação de um abraço de mãe, um lugar de acolhimento, definitivamente um bom lugar para se estar, mas parece que não podemos. Será mesmo?

Ler mais »
Diversidade, Equidade, Inclusão

Diversidade, Equidade, Inclusão e os impactos na Saúde Mental

Diversidade não é fim, mas meio. Para que seja positiva para as pessoas e para as empresas, é preciso que as diferenças sejam respeitadas e consideradas. Sentir-se incluído é o combustível interior do engajamento. Ganham as pessoas, ganha a empresa, ganha a sociedade. Como fazer isso, é o que aborda este artigo.

Ler mais »

friendsBee, polinizando o bem.

friendsBee, polinizando o bem.